A Festa de Sucot

O arquiteto e intelectual Roberto Vinograd falou na Sede sobre a Festa das Cabanas, Sucot, e seus vários significados. “Fazer pelo menos uma refeição dentro de uma cabana por dia durante o período da festa é uma das mitzvot mais importantes do judaísmo”, explicou.

a-festa-de-sucot-17-3

No entanto, completou, a cabana não pode ser uma construção qualquer, há muitas regras para a sua estrutura. “As madeiras têm que ser espaçadas, o teto deve ser coberto com folhas, de modo a ser possível enxergar as estrelas, mas que ao mesmo tempo não seja tão frágil, e os materiais para sua construção não podem ser roubados”, contou, citando apenas algumas das leis.

Na segunda parte da palestra, Vinograd falou de Sucot sob o ponto de vista da Cabalá e da ciência. Citou um dos sábios do judaísmo, Rabi Shlomo Yitzhaki, conhecido como Rashi, que afirmava serem as cabanas nuvens de proteção divina durante a travessia dos judeus no deserto.

Ao final, respondeu às perguntas da plateia sobre sua visão a respeito da história judaica, muito inspirado no livro Sapiens – uma Breve História da Humanidade, do historiador israelense Yuval Noah Harari, hoje best seller considerado pelos mais diferentes leitores.