Celebração de Yom Haatzmaut

Para comemorar os 69 anos do Estado de Israel, a Sede se enfeitou de azul e branco e preparou uma programação especial. Na abertura, a presidente da WIZO-SP, Nava Politi, trouxe um vídeo das comemorações em Tel Aviv.

Em seguida, foram acesas as velas da menorá pelo moré Theo Holtz, em homenagem a todos que deram suas vidas para que o Estado Judeu pudesse existir e se manter seguro. “Estamos em 2017, e os anos terminados em 7 têm sido decisivos para o bem do Estado de Israel”, disse o moré, citando o Primeiro Congresso Sionista em 1897, a Declaração Balfour em 1917, a Assembleia Geral da ONU, que viabilizou o Estado de Israel, em 1947, e a Guerra dos Seis Dias, que unificou Jerusalém, em 1967.

celebracao-yom-haatzmaut-7

O Coral Sharsheret, mais uma vez regido com sensibilidade pela maestrina Sima Halpern, cantou músicas como Am Israel Chai, que exaltam a importância de um lar para o povo judeu.

Alberto Milkewitz, ex-diretor da Federação Israelita do Estado de São Paulo, foi o convidado da tarde. Ele fez um relato autobiográfico de sua relação com Israel em muitos anos de ativismo comunitário e contou sobre sua decisão de fazer aliá ainda este ano. “O fato de eu não conseguir viajar para Israel na minha adolescência fez com que eu lutasse, posteriormente, como ativista, para que todo judeu tivesse essa oportunidade”, contou.