Celebrações de Purim

O Grupo Tzehirot, da WIZO São Paulo, preparou uma tarde animada de Purim, com fantasias, muita música e, claro, oznei Haman. Desirée Suslick, voluntária do grupo, falou sobre o significado da festa. “Se pensarmos sobre a história de Ester, claro que ela ficou com medo de fingir quem ela não era, mas nunca esqueceu sua essência e deixou de ser quem ela era; é importante nos inspirarmos e não esquecermos que nós somos e nos assumirmos judias, mulheres, voluntárias e representamos uma Organização que faz um trabalho maravilhoso, que é a WIZO”.

O Grupo Silvia Hodara também comemorou a data, com um almoço festivo e sorteio de um par de brincos de ouro e brilhantes. A ganhadora foi a chaverá Henia Kahn.

Na semana anterior, a rabanit Sonia Weitman falou sobre os conceitos mais profundos da festa, lembrando que o povo judeu esteve perto do extermínio completo e que, mesmo sem o nome de D´us aparecer na Meguilat Ester, Ele estava ali o tempo todo.