Encerramento das atividades com o Chorolê

O teatro Anne Frank, na Hebraica, recebeu bom público para o encerramento festivo do ano da WIZO São Paulo, com a apresentação do grupo Chorolê. O evento também marcou as comemorações dos 70 anos de Israel. Os integrantes do grupo, Salit Lahav (Flauta, Sax Soprano e Acordeon), Nir Steinberg (Violão 7 Cordas) e Oded Aloni (Pandeiro e Percussão), de Israel, e Daniel Ring (cavaquinho), brasileiro que mora em Israel, encantaram o público com sua música e simpatia.

No repertório, tocaram canções de mestres do gênero, como Jacob do Bandolim e Radamés Gnattali, e também do grupo de rock israelense Kaveret. Salit Lahav também apresentou duas canções próprias que encantaram a plateia.

No fim, uma surpresa: foi convidado ao palco Danilo Brito, que com seu bandolim é considerado um dos grandes representantes do Choro atualmente. “Gostamos de vir para o Brasil, pois temos a oportunidade de conhecer nossos ídolos, como o Danilo. Para quem gosta de rock, é como se convidássemos o Paul McCartney para tocar conosco”, afirmou Daniel Ring. Danilo também se mostrou emocionado com o convite. “É muito bonito ver uma música tipicamente brasileira sendo tocada tão bem por músicos do outro lado do mundo”.

Os duetos entre Danilo, com seu bandolim, e Salit, na flauta, foram os pontos altos do show, arrancando muitos aplausos do público, que cantou em uníssono a apresentação de Carinhoso, de Pixinguinha.

O Chorolê já realizou três turnês pelo Brasil, passando pelas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Campinas, Santos e São Carlos, e já se apresentou em palcos e festivais de prestígio como o Clube do Choro de Brasília, Ó do Borogodó (São Paulo), Rio Scenarium e Sala Baden Powell (Rio de Janeiro), Teatro do SESI (Salvador). Após o show na Hebraica, iria para o Festival Chorando Sem Parar, um dos maiores do gênero.

Em Israel o grupo tem se apresentado ao lado de grandes músicos brasileiros e israelenses como Guinga, Ricardo Herz, Anat Cohen, Nilze Carvalho, Ceumar, Casuarina, Mariene de Castro e Orquestra de Câmara de Israel, e participou do Festival de Música de Câmera de Eilat, Festival de Jazz de Jerusalém e Festival de Jazz de Eilat.

Antes da apresentação da banda, a mestre de cerimônia Rebeca Rosemberg, avó de Daniel Ring, apresentou o Coral Sharsheret, que entoou os hinos do Brasil e Israel, o vice-cônsul de Israel em São Paulo, Orni Ringer, e o chazan Marcio Besen, que cantou músicas para o acendimento das velas de Chanucá. Por fim, Rebeca e a presidente Nava Shalev Politi entregaram flores ao Chorolê, encerrando uma noite memorável.