Homenagem a Nessim Hamaoui

A WIZO-SP preparou uma justa homenagem para o editor e fundador da Revista Shalom, Nessim Hamaoui, pelos 18 anos da publicação. A jornalista Tania Tarandach apresentou e fez uma rápida entrevista com o homenageado, que falou da sua infância no Egito, a importância dos movimentos juvenis e a comunicação comunitária.

“Nos movimentos juvenis é onde são plantadas raízes fortes do judaísmo, e insisto que nossas entidades deveriam dar mais apoio e espaço aos jovens”, falou Nessim, que escreveu o livro Madrich. “Quando me tornei madrich na Chazit, e descobri a educação do jovem para o jovem, percebi que queria aquilo para a vida toda”, contou.

Sobre a Shalom, Nessim confessou que conquistou mais do que imaginava. “No início, tinha gente que achava que não duraríamos três meses, mas estamos aqui, com 18 anos de vida, ainda fortes”. Nesse tempo, a WIZO-SP sempre foi parceira ininterrupta da publicação. “Estamos juntos nesse tempo todo e o que mais admiro na WIZO-SP é a abrangência de suas atividades e a difusão da cultura judaica pela arte, com projetos como o Coral Sharsheret e o Concurso de Pintura e Desenho”.

Nessim confessou que agora pretende se dedicar à divulgação da história da comunidade judaica egípcia, que pouca gente conhece, apesar de sua importância. O rabino Michel Schlesinger, da Congregação Israelita Paulista, foi o responsável pela entrega da homenagem.

No final, a cantora Margot Lohn Kullock, com uma voz sublime, e o tecladista Marcello Frenkiel apresentaram músicas como Al Kol Ele e Ierushalaim Shel Zaav.