REALIDADE EM ISRAEL

Edson Sayeg, da StandWithUs Brasil, fez uma interessante palestra na Sede sobre os conflitos entre Israel e palestinos, desmentindo muitas das fake news propagadas pela imprensa e formadores de opinião. O palestrante contou sobre a atuação da StandWithUs nas escolas, para educar alunos e professores sobre as questões dos conflitos no Oriente Médio envolvendo Israel.

Sayeg explicou que, hoje, há dois tipos de guerras enfrentadas pelo Estado judeu, ambas muito difíceis de serem vencidas. “A primeira é contra inimigos invisíveis, os terroristas, o que exige uma atuação impecável do sistema de inteligência e investimento em tecnologia, para evitar a morte de civis inocentes; e a segunda é a guerra de informação, em que são usadas notícias falsas para jogar boa parte da opinião pública do mundo contra as Forças de Defesa de Israel”.

Entre os exemplos de fake news recentes, ele citou uma matéria da Folha de S. Paulo, que publicou uma foto de uma mulher com um bebê, identificados como palestinos e que teriam sido vítimas dos ataques de Israel. Na verdade, o bebê era belga e a mentira foi criada por um blogueiro egípcio e divulgada por diversos meios de comunicação.

Sayeg também mostrou dados que desmentem aqueles que chamam de genocídio o conflito contra os palestinos ou rotulam de apartheid ou nazista o regime praticado pelo Estado judeu. “A expectativa de vida entre os palestinos subiu para 72 anos e a mortalidade infantil caiu drasticamente nos últimos anos, o que caracteriza uma realidade bem diferente de um genocídio”, concluiu.