Sucesso no Dia Internacional da Mulher

Foi uma tarde memorável. Mais de 200 mulheres lotaram o salão da Congregação Israelita Paulista para o grande evento anual do Dia Internacional da Mulher da WIZO São Paulo. A homenageada, Luciana Zanforlin Mautner, é vice-presidente de Ação Social da CIP e diretora voluntária do Lar das Crianças. “A honra de estar aqui, representando os 81 anos do Lar das Crianças, com todas as mulheres e homens que se dedicaram em toda sua história, é indescritível”, falou Luciana.

Formada em Engenharia e mãe de quatro filhos, Luciana fez um discurso contundente e frisou que a desigualdade social tem início na primeira infância, quando crianças em vulnerabilidade social são, em vários aspectos, menos estimuladas do que crianças de classe média. “Conheci o Lar há 10 anos, quando a Filarmônica de Israel veio ao Brasil, e desde quando assumi a presidência, aprendi muitíssimo com profissionais excelentes, voluntários, amigos, conselheiros, nossas crianças, jovens e famílias. Por meio da educação integral que damos, nossas crianças e jovens recebem a real oportunidade para construírem seus projetos de vida, possibilitando assim a sua integração na sociedade como jovens autônomos, produtivos e éticos”, falou.

Anualmente, 40 novas crianças chegam ao Lar, que numa triagem são as que apresentam maiores necessidades financeira e emocional. “Uma pesquisa realizada pelo Insper mostrou que a média salarial dos jovens que frequentaram o Lar é três vezes maior que a média de jovens que também frequentaram escolas públicas”.

Escolha acertada

Rebeca Rosenberg, presidente do Grupo Chana Szenes, que organizou o evento, abriu a tarde agradecendo os presentes e falou sobre a escolha de Luciana para ser a homenageada. “É uma pessoa muito especial, com uma capacidade única e um trabalho muito importante para toda a sociedade.”

A presidente da WIZO São Paulo, Nava Shalev Politi, ressaltou que o Dia Internacional da Mulher é uma data importante para celebrar as conquistas profissionais e pessoais femininas, sem esquecer das lutas que ainda precisam ser travadas. “Esta data é comemorada desde 1975, como símbolo da resistência e da luta pelos direitos e emancipação das mulheres, algo que a WIZO faz desde 1920”, disse Nava, e complementou. “Tenho a certeza que cada uma de vocês se sentirá representada nessa comemoração na figura de Luciana Mautner, homenageada pela sua dedicação e engajamento solidário”.

Em sua fala, o presidente da CIP, Marcos Lederman, citou o filósofo Baruch Spinoza. “Nada é tão raro como encontrar homens e mulheres virtuosos e livres, que são capazes de passar da paixão à ação e transformar pensamentos em atos, e Luciana Mautner corresponde, em tempo integral, a essa linda fala de Spinoza, e seus frutos são colhidos diariamente, com jovens que se dão o direito de sonhar e conquistar estes sonhos.”

O rabino Ruben Sternschein citou grandes mulheres da história judaica, como Miriam, Sara e Chana, e seus feitos grandiosos. “A Luciana é tão corajosa como estas mulheres, e se entrega todos os dias ao trabalho solidário, além de desafiar o destino, como fez Miriam quando éramos escravos no Egito, dando aos mais vulneráveis um futuro”, afirmou, parabenizando a WIZO por essa escolha acertada.

Ao final da tarde, que teve delicioso serviço do Buffet Goody, houve a apresentação da Banda Azdi e seu repertório Klezmer cantado em ladino, iídiche, português e russo, e o sorteio de uma viagem pela Agaxtur.